Acessos ao Blog

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Plantas simples para aquarios de baixa tecnologia 1

 
 
 
Existem plantas que aliam sua beleza a sua rusticidade e se tornam uma opção interessante para um aquário onde se deseja praticidade/economia ou onde o foco são os peixes.

Mesmo se desenvolvendo mais rápido com injeção de CO2, iluminação forte e/ou substrato fértil essas plantas podem ser utilizadas em paisagismos ricos em qualquer aquário.

Musgos são sempre uma ótima opção para revestir objetos de decoração dentro do aquário (troncos, pedras, troncos de cerâmica, etc).
Desde o famoso musgo de Java até o Fontinallis antipirética os musgos não requerem iluminação forte nem CO2 nem substrato fértil.
A Riccia mesmo apesar de apreciar iluminação forte e CO2 (quando submersa) dispensa o substrato fértil.

Temos a famosa Egeria que dispensa iluminação forte, substrato fértil, infelizmente desprezada pelos aquaristas pode render um belo efeito se plantada em maços, além de ser uma ótima planta de crescimento rápido para competir com as algas, embora possa fazer descalcificação biogênica na ausência de CO2.

A Hydrilla e o Lagarosiphon seguem o mesmo princípio da Egeria.

As Niltellas e Najas apesar de serem meio quebradiças podem render um belo efeito e também dispensam a substrato fértil e iluminação forte, mas assim como as acima podem fazer a descalcificação biogênica sem CO2.

Plantas flutuantes como Lemna minor e Salvineas podem ser usadas como “filtro auxiliar” para garantir a salubridade do sistema.

As Utricularias apesar de algumas espécies serem mais exigentes se mostram bem resistentes e podem fazer descalcificação biogênica na ausÊncia de CO2.

As Anubias em geral são plantas bem tranqüilas, de baixa iluminação e de substrato simples além de não precisam de CO2.
Apesar de absorverem os nutrientes pelas raízes podem ser plantadas em substrato simples, inclusive as variedades nanas podem ser amarradas em troncos/pedras.

Bacopa monnieri vai bem em substrato simples, 0,7 w/l e sem Co2.

Cabombas são consideradas plantas tranqüilas, mas assim como as Myriophillum podem se mostrar coringas em algum aquários. Embora não requeiram substrato rico, são mais exigentes que as plantas relacionadas anteriormente.

Ceratophyllum demersum é uma planta de crescimento muito rápido e pouco exigente quanto a iluminação e CO2, por ser flutuante dispensa substrato (melhor ancora-la a alguma pedra/tronco do que enterra-la). Tem o inconveniente de ser sensível a variações de água e poder fazer a descalcificação biogênica.

Ceratopteris podem ser usadas como plantas flutuantes ou de fundo. Quanto ao substrato, CO2 e iluminação são tranqüilas.

Cryptocorynes em geral são plantas de baixa/média iluminação, dispensam CO2 e podem ser mantidas muito bem em substrato de cascalho, mas nele tende a crescer ainda mais lentamente.

Muitos mantem Echinodorus em substrato simples com iluminação 0,5w/l sem CO2.

Hygrophilas tendem a ser plantas tranqüilas de iluminação acima de 0,5w/l, não sendo obrigatório CO2 nem substrato fértil (embora alastrem na presença destes... como qualquer planta).

A Hydrocotyle leucocephala não necessita de substrato fértil, vai bem em aquário com iluminação de ,0,7 w/l e não necessita de CO2 e pode ficar ancorada no substrato como o Ceratophyllum.

Lysimachia nummularia, tenho dela mo meu aquário com substrato de cascalho, CO2 e 0,6w/l e vai bem, não se alastra, mas cresce muito bem.

Todas as Microsorum assim como a Bolbitis ficam muito bem amaradas em pedras/troncos em iluminação fraca e sem CO2.

Monosolenium tenerum (Pellia), mesmo esquema da Microsorum, mas mais exigente em relação a iluminação.

As bananinhas (Nymphoides aquática) ficam bem com 0,5 w/l, ancoradas em pedras e sem CO2.

As Sagittarias em geral e a Echinodorus tenellus "Amano". ficam bem em um substrato simples, sem CO2 e com 0,5 w/l, mas não se alastram para formar carpetes, sendo necessário adquirir mais mudas caso seja esse o objetivo.

As Vallisnerias em geral vivem bem em um substrato simples e com iluminação de fraca a média, mas apesar de não precisarem do CO2 para crescer é conveniente coloca-lo para evitar a descalcificação biogênica utilizada pela Vallisneria para se suprir a carência deste.

Se alguém se lembrar de mais alguma pode desabafar e ajudar a melhorar essa lista.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Peixe Borboleta


 
Reciclagem Emprego Desaparecidos Astronomia Ecologia Animais Dinossauros Vídeos Noticias Pesquisar Anuncie Home
 
 
 
Peixe Boboleta Strigata
(Carnegiella strigata)

 
 
    O peixe-borboleta é um peixe caraciforme da família dos gasteropelecídeos.
    São peixes de cardume, nadam junto até a superfície local, onde se alimentam. É geralmente encontrado na América do Sul amazonia do (Brasil) do(Peru e Guiana), em águas cuja temperatura varia de 24-29°C. O seu corpo se apresenta com um aspecto de mármore e suas barbatanas peitorais possuem uma quantidade enorme de musculatura, que permitem saltar na superfície da água. Enquanto adulto, o peixe-borboleta mede até 5 centímetros de comprimento e alimenta-se, preferencialmente, de insetos que sobrevoem a superfície da água, fazendo uso de saltos e pequenos vôos, para alcançá-los, mas, também de vegetais.
     Entre os insetos, conforme interessante texto da dissertação de mestrado da brasileira SUELEN MEDEIROS DOS SANTOS, 2005, pelo INPA e CAPES, em estudos locais na reserva Amanã, na região central do Estado do Amazonas, este peixe alimenta-se de "collembola", que é um artrópode, invertebrado de 1 até 3 mm, "formicidae", "alóctonelo", "hymenoptera", "coleoptera", "diptera", e outros.
     Os peixes-borboleta se reproduzem pondo seus ovos nas raízes das plantas que flutuam. Alguns sítios na internet recomendam PH 6 para reprodução.
 
Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Actinopterygii

Ordem: Characiformes

Família: Gasteropelecidae

 
Género: Carnegiella

Espécie: C. strigata

Nome binomial
Carnegiella strigata
 
Conheça o Ache Tudo e Região  o portal de todos Brasileiros. Coloque este portal nos seus favoritos. Cultive o hábito de ler, temos diversidade de informações úteis ao seu dispor. Seja bem vindo , gostamos de suas críticas e sugestões, elas nos ajudam a melhorar a cada ano.
Copyright © 1999 [Ache Tudo e Região]. Todos os direitos reservado. Revisado em: 25 outubro, 2010. Não nos responsabilizamos pelo conteúdo expresso nas páginas de parceiros e ou anunciantes. (Politica de Privacidade) Melhor visualizado em 1280x800

Faça parte desta comunidade, venha para o Ache Tudo e Região